Instalando e Configurando Ambiente Ruby on Rails no Linux (Ubuntu)

Fala pessoal, beleza? Alguém utiliza Ruby on Rails ai? Sabe o que é? Se você não sabe o que é não deixe de ver esse post onde explico um pouco sobre essa incrível ferramenta.

Nesse post irei explicar como instalar e configurar um ambiente de desenvolvimento Ruby on Rails em Linux, em meu caso estou usando a distribuição Ubuntu 12.04 LTS.

Importante (atualizado 13/07/2013): esse tutorial demonstra a instalação do Ruby 1.9.3, recentemente saiu a versão 2.0.0 da linguagem. É recomendável o uso dessa nova versão com o também recém lançado Rails 4. Após seguir os passos abaixo, leia esse post onde explico como atualizar.

Índice

Atualizando lista de pacotes

Após estar com nosso sistema instalado, vamos atualizar a lista de pacotes, para isso execute no terminal o seguinte comando:

sudo apt-get update

Gerenciador de Versões do Ruby

Vamos instalar o RVM (Ruby Version Manager) para caso precisarmos ter outras versões do Ruby instalado na máquina conseguirmos facilmente, rode o comando curl -L https://get.rvm.io | bash -s stable como abaixo.

Instalando RVM

Você precisa ter a biblioteca cURL instalada para executar o comando acima, caso não tenha, basta rodar o comando: sudo apt-get install curl.

Se tudo ocorreu bem agora você deve ter o RVM instalado, vamos adicionar ele ao shell, execute o comando abaixo.Adicionando RVM no shell

Se tudo ocorreu bem agora você deve ter o RVM instalado, vamos adicionar ele ao shell, para isso adicione o código abaixo no arquivo .bashrc ou .bash_profile na home do usuário:

PATH=$PATH:$HOME/.rvm/bin # Add RVM to PATH for scripting
[[ -s "/usr/local/rvm/scripts/rvm" ]] && source "/usr/local/rvm/scripts/rvm"
[[ -s "$HOME/.rvm/scripts/rvm" ]] && source "$HOME/.rvm/scripts/rvm"

O código acima serve para toda vez que abrirmos o terminal podermos executar comandos do RVM apenas usando rvm.

Caso algum comando com rvm não funcione daqui pra frente, você deve acessar as preferências (Edit -> Profile Preferences) do terminal e marcar a opção para executar comandos com login.

Instalando o Ruby

Agora temos que instalar a versão do Ruby que desejamos usar, antes, vamos ver as versões disponíveis usando o comando rvm list known.

O Ruby possui vários interpretadores (JRuby, Rubinius, MacRuby entre outras) mas nós vamos instalar a mais comum, que é a MRI (Matz’s Ruby Interpreter), a versão implementada pelo criador da linguagem Ruby, o japonês Yukihiro Matsumoto (“Matz”).

Antes de instalarmos o Ruby, vamos instalar algumas dependências necessárias, para isso execute o comando sudo apt-get install build-essential openssl libreadline6 libreadline6-dev curl git-core zlib1g zlib1g-dev libssl-dev libyaml-dev libsqlite3-dev sqlite3 libxml2-dev libxslt-dev autoconf libc6-dev ncurses-dev automake libtool bison subversion pkg-config.

Observe que estamos instalando o sistema de versionamento Git também através do pacote git-core.

Vamos ao Ruby agora, rode o comando rvm install 1.9.3 também para instalarmos a última versão do Ruby MRI (como vista pelo comando rvm list known acima).

Como o RVM suporta várias versões do Ruby (pra isso que ele foi criado), devemos escolher uma versão padrão que usaremos, para isso, execute o comando rvm use 1.9.3 --default após a instalação do Ruby 1.9.3.

Já temos o Ruby instalado, podemos executar o comando ruby -v no terminal para verificarmos a versão, veja acima.

O Ruby também possui um IRB (shell interativo ruby em português) onde podemos executar código diretamente, para acessar, basta digitar irb no terminal. Abaixo mostro como fazer um simples soma.

Digite quit para sair do IRB

Instalando Ruby on Rails

Agora vamos à instalação do Ruby on Rails (finalmente), execute o comando gem install rails.

Aguarde um tempo e já teremos o Rails instalado, após o término, rode o comando rails -v para verificar a versão.

Instalando MySQL

Já temos o Ruby e o Ruby on Rails instalados, se você quiser já pode iniciar um projeto Rails usando o banco de dados SQLite, mas como eu quero usar MySQL, irei instalá-lo através do comando sudo apt-get install mysql-server, veja abaixo.

Durante a instalação do MySQL ele irá pedir a senha do usuário root, esse usuário é o administrador, é recomendado definir uma, caso não queira, basta apertar enter para deixar vazia.

Instalando PostgreSQL

Caso você precise do PostgreSQL, então vamos ao passo-a-passo.

Primeiro verifique qual a última versão disponível no repositório do Ubuntu, rode apt-cache search postgresql e na letra p veremos o último release. Agora instale o PostgreSQL através de sudo apt-get install postgresql-9.1 (substitua 9.1 pela versão desejada) e depois instale uma biblioteca necessária para trabalhar com Ruby: sudo apt-get install libpq-dev.

Agora precisamos alterar a senha, para isso rode sudo -u postgres psql template1 no terminal, então irá aparecer template1=# na tela, digite \password postgres e então digite e confirme a nova senha e aperte Ctrl+d para sair. Agora reinicie o serviço usando sudo /etc/init.d/postgresql restart.

Instalando PgAdmin3

Se você deseja ter uma interface mais amigável para trabalhar com o banco pode instalar o PgAdmin3, apenas execute sudo apt-get install pgadmin3 e pronto!

Instalando Aptana Studio

Atualizado 13/07/2013: faz algum tempo que migrei do Aptana Studio para o Sublime Text, recomendo!

Com o banco de dados instalado, agora estamos quase acabando, só falta instalar a IDE (ambiente de desenvolvimento integrado em português), eu particularmente gosto do Aptana Studio que é baseado no Eclipse, acho muito versátil, uso ele para trabalhar com PHP, Python, Ruby, Javascript, HTML e CSS. Caso queira instalar ele, basta fazer o download no site oficial aqui.

Após o download, extraia o arquivo na pasta preferida, porém ele ainda não irá funcionar porque como é feito em Java, precisamos instalar a máquina virtual Java (JRE), para isso, basta executar o comando sudo apt-get install openjdk-6-jre no terminal e pronto, basta clicar no ícone AptanaStudio3 e teremos nosso ambiente de desenvolvimento.aptana-studio-3

É isso ai pessoal, o que vocês acharam? Muito difícil?

Abraços.

Glauco Custódio (64 Posts)

Desenvolvedor entusiasta open-source com experiência em Ruby, Python, PHP e Javascript.

Um amante do conhecimento, da web e de código.

Categorias: ,

Compartilhar

Facebook Twitter Google Reddit Email

11 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>